As expressões "através de" - "por meio de" e as inevitáveis mudanças na língua

Pretendia eu escrever um post sobre por que não utilizar através de no lugar onde deveria ir um por meio de. Pensei melhor. Pensei melhor, pois 99,98% das pessoas que conheço e das quais leio o texto substituem a primeira expressão pela segunda.

, 19 de novembro de 2012

Através ou por meio de?

Pretendia eu escrever um post sobre por que não utilizar através de no lugar onde deveria ir um por meio de. Pensei melhor.

Pensei melhor, pois 99,98% das pessoas que conheço e cujos textos eu leio substituem a segunda expressão pela primeira.

Pensei melhor, pois o Cegalla (Dicionário de dificuldades da LP, L&PM, 2. ed. 2012, p. 56) me disse:

2. Está generalizado o emprego desta locução [através de] no sentido de ‘por meio de’, ‘por intermédio de’. Por isso, não há senão legitimá-lo: Soube da notícia através da imprensa. / Conseguiu emprego através de um amigo influente. / [...] ‘Creio que terão entendido isso mesmo, através da forma alegórica.’ (Machado de Assis, Obra Completa, vol. II, p. 366)

Dizem que contra fatos não há argumentos. E quem sou eu para argumentar contra fatos linguísticos?

Sendo assim, acredito que tal uso passa a ser uma escolha, mas que essa escolha seja consciente.

Trago aqui, então, os significados dicionarizados para as expressões:

Através

1. Pop. Transversalmente; de lado a lado.

Através de

  1. Fig. De um a outro lado: A flecha passou através de seu corpo. / Perseguiram a caça através do bosque e do matagal.
  2. Por entre: Dava para ver a Lua através da neblina.
  3. No decurso de (tempo): A humanidade evoluiu através dos tempos.
  4. Fig. Por meio de: Através de muito esforço, conseguiu o que queria.

Por meio de

Recorrendo a, através de, por intermédio, mediante.

Portanto, queridos, as mudanças são inevitáveis. Cabe-nos, apenas, escolher a palavra que melhor nos cabe em cada contexto de uso.

 

Recomendo ainda a leitura do artigo "Através de" com sentido de "por meio de": o erro não está no uso, e sim no abuso, de Davi Miranda, que traz muitos mais exemplos de autores que aceitam o uso figurativo de através no lugar de por meio. :)


Escrito por Carol Machado,
em 19 de novembro de 2012.
Mestranda em Ciências da Linguagem na Universidade Nova de Lisboa. Graduada em Letras pela PUCRS. Revisora desde 2008. Autora do Manual de Sobrevivência do Revisor Iniciante. :)
Foto de Carol Machado