Escrever não precisa ser uma dor de cabeça; veja como ganhar mais confiança na sua escrita

Noto que muitas pessoas ao escrever cometem erros (capitão óbvio, é você?). Até aí, normal, acontece, tudo bem. O que me espanta é ter a certeza de que tais pessoas conhecem as “regras”, eu sei que conhecem! Mas, então, o que está faltando para que escrevam da forma correta?

, 21 de dezembro de 2012

Lembrar tudo o que se precisa aplicar para que a escrita saia nos trinques não é uma tarefa fácil. Tampouco é fácil que todas as regras saiam automaticamente, eu bem sei. A questão é que, se você não praticar, vai continuar cometendo os mesmos equívocos.

Por isso, mais do que ter uma gramática na mão e uma ideia na cabeça, algumas outras coisinhas são superimportantes também. Veja quais são nestas dicas rápidas:

  1. Sim, ler ainda é fundamental. Procure assuntos que gosta, de preferência que tenham passado pelo processo de editoração.
  2. Bons textos podem ser encontrados em bons livros, editados por boas editoras e assim por diante, não se desespere (ainda).
  3. Tenha calma para escrever. A pressa muitas vezes nos faz cometer erros que não aconteceriam se tivéssemos um pouco mais paciência. É claro que quem escreve profissionalmente não tem todo o tempo do mundo ou prazos infinitos, mas quanto mais tempo o texto descansar, melhor.
  4. Releia o seu texto! De preferência, algum tempo depois de tê-lo escrito. Se não for possível esperar, releia mesmo assim, com o triplo da atenção.
  5. Ouça seu texto. Os editores de texto mais modernos oferecem uma ferramenta de leitura que é ótima para a correção dos próprios textos.
  6. Peça para que outra pessoa leia o seu texto. Mas atenção: o seu amigo que sempre passou com média 5 em português pode não ser a pessoa mais apropriada para desempenhar a tarefa. (Revisores: estamos aqui para isso.)
  7. Por último, o mais importante. Raciocine enquanto escreve. Pesquise sempre e não aceite dicas gramaticais anônimas que encontra pela internet. Ir às fontes originais é fundamental.

Como você pode ver, não existem fórmulas mágicas de escrita

No entanto, se continuar treinando, conseguirá aperfeiçoar sua técnica. O importante é ter paciência, verificar os feedbacks e buscar melhorar sempre.

Se tem dúvidas de português ou escrita, eu posso ajudar você. Veja como aqui.


Escrito por Carol Machado,
em 21 de dezembro de 2012.
Mestranda em Ciências da Linguagem na Universidade Nova de Lisboa. Graduada em Letras pela PUCRS. Revisora desde 2008. Autora do Manual de Sobrevivência do Revisor Iniciante. :)
Foto de Carol Machado