Concordância nominal: É proibido ou é proibida?

, 31 de julho de 2012

Dia desses, depois de um dia de trabalho, chegando à parada para pegar o ônibus de volta à sede do Revisão para quê?, encontro a seguinte placa:

Pensei “WTF?” e em seguida peguei minha condução.

Bueno, graças à maravilhosa plaquinha, hoje temos no blog um assunto que gera muita dúvida.

Afinal, qual seria a concordância correta no texto da placa?

Admitindo que temos um verbo “ser” implícito ali, vejamos:

É proibido a passagem, utilize as escadas.

Bueno, a regra diz que a expressão “é proibido” só concorda com o substantivo se vier acompanhada de artigo ou pronome que determine o tal substantivo. Na placa temos:

É proibido a passagem...

Está certo? Não! Segundo a norma culto-formal-padrão-escrita, o correto seria:

É proibida a passagem...

OU

É proibido passagem...

Em tempo:

Olhem a sugestão que o Word me deu:

 Fonte para consulta:

Manual de redação da PUCRS


Escrito por Carol Machado,
em 31 de julho de 2012.
Mestra em Ciências da Linguagem na Universidade Nova de Lisboa. Graduada em Letras pela PUCRS. Revisora desde 2008. Nesses 13 anos já trabalhou para editoras, startups e agências de comunicação. Colaborou na revisão de publicações independentes e de textos acadêmicos. Hoje se dedica principalmente a revisões e redações nas áreas de marketing, comunicação corporativa e assessoria de imprensa para empresas de tecnologia. Publica dicas de revisão na Revisão para quê? há dez anos. É autora do Manual de Sobrevivência do Revisor Iniciante e coautora do Revisão de Textos Acadêmicos - boas práticas para revisoras, estudantes e a academia.
Foto de Carol Machado