Não é de hoje que eu digo que os dicionários brasileiros poderiam seguir exemplos como o do dicionário Oxford, que interage com o público por meio de redes sociais (tem até uma conta no YouTube!), elege a palavra do ano, cria testes de conhecimento sobre palavras, entre outras ações, para se atualizar e se aproximar mais do público. Esse é o tipo de situação ganha-ganha, pois à medida que as pessoas começam a entender a função de um dicionário e incorporá-lo na vida cotidiana também passam as editoras a vender mais exemplares.

Por isso, acho louvável a iniciativa do Dicionário Houaiss de apoiar a campanha para atualização do verbete “família” em suas páginas. Esta é a obra mais reconhecida do país atualmente em termos de extensão e qualidade do conteúdo, então nada mais justo que se engaje também em causas nobres.

O projeto em parceria com a Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas e a Prefeitura do Rio de Janeiro busca não só atualização do significado da palavra “família” no dicionário mas também ser uma reação ao que foi aprovado na comissão especial que discute o Estatuto da Família.

Dicionário Houaiss pretende mudar o verbete "família"

Para isso, eles fazem a seguinte pergunta:

PARA VOCÊ, O QUE É FAMÍLIA?

E já obtiveram respostas como:

“Família é núcleo, é apoio, é suporte. Família é o que nos deixa de pé, é amor em estado de gente. Não tem cor, raça ou formato certo.” (Luanda Fonseca)

Para mais informações sobre o projeto, você pode consultar o site Todas as Famílias.